Folia Protegida: Dicas para Manter seu Smartphone a Salvo dos Espertinhos no Carnaval 2024!

Folia Protegida: Dicas para Manter seu Smartphone a Salvo dos Espertinhos no Carnaval 2024!

Um dos casos mais comuns de roubo e furto durante o Carnaval no Brasil é dos aparelhos celulares e isto pode acontecer com qualquer um, normalmente no momento em que você está mais distraído ou sem perceber os riscos do local onde está usando o seu aparelho. 

O roubo ou furto de celular é uma situação cada vez mais comum no Brasil. Segundo dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), em 2022 foram registrados mais de 1,5 milhão de casos de roubo ou furto de celulares no país – principalmente nas grandes capitais e em shows como o próprio Carnaval, Festas de Fim de Ano e concertos de todos os tipos.

Aparelhos celulares deixaram de ser apenas equipamentos de comunicação por voz e se tornaram verdadeiras ferramentas de produtividade e gerenciamento financeiro, deixando os ladrões cada vez mais ávidos para ter acesso ao equipamento e poder acessar seus dados pessoais.

Quando um aparelho celular é roubado ou furtado, os bandidos têm um script para aproveitar ao máximo o assalto e estabelecem prioridades de acesso.  

Para não ser surpreendido no Bloquinho de Carnaval e acabar sem celular e sem dinheiro na conta na quarta-feira de cinzas, vamos ajudar a proteger seus dados pensando no que é mais importante para os bandidos que cometem este tipo de crime.

Primeira Tentativa – Roubo Financeiro

A primeira coisa é tentar desbloquear seu celular e acessar sua conta-corrente ou de investimentos. 

Seu celular pode ficar vulnerável a ataques de criminosos de diversas maneiras: seja pela falta de um PIN de bloqueio de tela, seja por meio de coação física, como ameaças com arma de fogo, ou até mesmo quando você está utilizando aplicativos como Waze, gravando vídeos, tirando fotos ou navegando no YouTube, o que mantém o dispositivo desbloqueado. Nesses momentos, os criminosos podem tentar acessar seus aplicativos que contêm dados bancários para realizar saques ou transferências via Pix para contas de terceiros.

Como resolver isto?

1) Configure um PIN ou senha forte para desbloquear seu celular.  Apesar de óbvio, são detalhes como esse que fazem a diferença. Evite usar senhas fáceis de adivinhar, como datas de aniversário ou nomes de familiares. Use uma combinação de letras, números e símbolos.

2) Não salve senhas no seu celular. Se você salvar senhas no seu celular, certifique-se de que elas estejam criptografadas. Você pode fazer isso usando um aplicativo de gerenciamento de senhas. Mas nunca salve as senhas em um Bloco de Notas.

3) Use uma pasta segura para armazenar seus dados confidenciais. Pastas seguras são aplicativos que criptografam seus dados e exigem uma senha ou PIN para acessá-los. Isso pode ajudar a proteger seus dados, mesmo se seu celular for roubado ou furtado. Vamos falar mais no final deste artigo sobre como configurar uma pasta segura.

4) Desabilite as notificações da tela de bloqueio, pois caso o seu celular seja roubado, notificações com mensagens privadas e até códigos de acesso por SMS não aparecerão na tela.

Segunda tentativa – Recuperar senhas a partir de outro aparelho  

Você evitou a primeira tentativa, mas eles são persistentes. Ainda não conseguiram acessar nada,  mas vão tentar redefinir as suas senhas através de recuperação de duplo fator via SMS.

Simplesmente os bandidos retiram e colocam o seu CHIP em outro equipamento e, baseado em alguma informação pessoal do celular roubado (uma foto de um Pix feito, por exemplo), tentam recuperar senhas de bancos e de aplicações como WhatsApp, Instagram, Gmail, iCloud, etc.

Como resolver isto? 

Coloque senha no CHIP (SIMCARD)!
Essa é uma medida que resguarda o seu aparelho para impedir que o criminoso utilize o chip do seu aparelho em outro telefone, obtendo acesso total aos serviços da sua linha telefônica. Sempre que o aparelho for ligado será necessário inserir a senha de bloqueio escolhida. Veja o passo a passo:

No iPhone:

  • Clique em “Ajustes” e toque em “Celular”.
  • Aperte em “PIN do SIM” para ativar o uso da senha.
  • Insira o código nativo de sua operadora e aperte em “OK”.

No Android:

  • Clique em “Configurações” e busque pelas opções “Segurança e Privacidade” ou “Biometria e Segurança”.
  • Encontre na tela a opção “Outras configurações de segurança” e depois em “Conf. Bloqueio cartão SIM”.
  • Por fim, ative a opção de “Bloquear chip”. Nesse momento, será necessário inserir o PIN atual.

PINs nativos das operadoras:

Caso não tenha o PIN do seu CHIP, utilize o código da sua operadora para ativar o PIN no celular e na sequência, troque o PIN para a numeração de sua escolha.

  • Claro: 3636
  • TIM: 1010
  • Vivo: 8486

Terceira tentativa – Vão tentar vender o seu celular

Este é o primeiro destino do aparelho em si para o ladrão. Infelizmente o seu celular de R$ 4.000,00 a R$ 10.000,00 será vendido por um valor muito menor para algum receptador que tentará vender o mesmo para terceiros (de boa fé ou não).

Antes de chegar a esse ponto, caso você tenha seguido as orientações sugeridas, você terá tempo de ligar para todos os bancos e operadoras de telefonia, comunicando o roubo e tomando as providências necessárias para bloquear o acesso ao aparelho.

Como resolver isto? 

Dificulte a vida dos criminosos:

1) Anote o número IMEI do seu celular agora mesmo! O IMEI é um código de identificação único do seu celular. Ele é importante para bloquear o aparelho em caso de roubo ou furto. Você pode encontrar o IMEI do seu celular na caixa do aparelho ou na tela de configurações.

2) Ative os recursos de proteção disponíveis no seu celular, como por exemplo a identificação biométrica, a localização do aparelho (função “buscar”) e, no caso do iPhone, a proteção do dispositivo roubado.

3) Faça um Boletim de Ocorrências – de posse do IMEI e local do roubo/furto, faça um Boletim de Ocorrências junto ao órgão policial local ou online, para que as forças de segurança possam mapear as áreas que este tipo de crime acontece com maior frequência e aumentar o policiamento. Eventualmente o bandido pode ser pego com o seu aparelho e, com o B.O. registrado, você terá o celular de volta.

Quarta tentativa – Desmontar e revender as peças do celular

Se nada acima deu certo, o último destino para o seu querido equipamento é o desmonte e revenda de peças. Para este problema não tem muito o que ser feito, visto que um celular é composto por centenas de elementos que podem ser utilizados em outros celulares da mesma marca e modelo.

Entenda que esta é a opção menos lucrativa para os criminosos e que provavelmente eles preferem não chegar a este ponto, mas é o último destino viável para um celular totalmente bloqueado e sem acesso através do CHIP ou do IMEI.

Neste caso não não tem muito o que fazer, mas sempre que precisar fazer um reparo em seu equipamento procure uma assistência técnica autorizada e que só trabalhe com  peças de equipamentos originais.

Pastas Seguras:

Pastas seguras são aplicativos que criptografam seus dados e exigem uma senha ou PIN para acessá-los. Isso pode ajudar a proteger seus dados, mesmo se seu celular for roubado ou furtado.

Existem muitos aplicativos de pasta segura disponíveis, como o Knox da Samsung, o Safe Notes da Google e o Enpass. Esses aplicativos geralmente permitem que você armazene uma variedade de dados em sua pasta segura, incluindo fotos, vídeos, documentos, senhas e muito mais.

Aqui estão algumas dicas para usar uma pasta segura:

  • Escolha uma senha forte e complexa para sua pasta segura.
  • Não salve sua senha da pasta segura no seu celular.
  • Atualize seu aplicativo de pasta segura regularmente para obter as últimas correções de segurança.

Ao usar uma pasta segura, você pode ajudar a proteger seus dados confidenciais de serem acessados por pessoas não autorizadas.

Agora que você tem todas as informações, vá curtir o seu Carnaval com muito mais segurança. Deixe aqui o seu comentário para sabermos quais destas dicas de segurança para o seu aparelho celular você usa no dia a dia.

A Winco deseja a todos um bom Carnaval – boa diversão!

Os comentários estão fechados.