Empresas e horários nobres do Facebook e Twitter

Empresas e horários nobres do Facebook e Twitter

A empresa de monitoramento de mídias sociais Scup publicou mês passado um estudo sobre os horários nobres de postagens e compartilhamento no Facebook. Este estudo foi precedido por um análogo sobre o Twitter.

Coloco aqui uma parte do infográfico dos dois estudos, que tomei a liberdade de editar, apenas para ilustrar o que vou dizer nesse post. Os dados completos podem ser encontrados no blog do Scup: http://blog.scup.com.br/os-horarios-nobres-do-facebook e http://blog.scup.com.br/os-horarios-nobres-do-twitter-no-brasil-2%C2%AA-edicao

 

infográfico Facebook    infografico Twitter

 

O que me chamou atenção foi o fato de haver grandes quantidades de posts e compartilhamentos durante o horário comercial e que o movimento tanto do Facebook quanto do Twitter cai durante os fins de semana.

Mesmo levando em conta que várias pessoas não trabalham no horário comercial e considerando também estudantes, aposentados e donas-de-casa, ainda assim me parece claro que há uma grande quantidade de acesso às mídias sociais a partir das redes das empresas.

Isso é ruim? Não necessariamente. Como escrevi em post anterior (http://blog.winco.com.br/winco/acesso-as-redes-sociais-dentro-das-corporacoes-proibir-ou-liberar)  muitas vezes dar algum grau de liberdade no acesso à internet  pode ser benéfico para a produtividade.  Mas cada caso é um caso. Cada empresa e cada grupo de funcionários  precisa de uma política de uso das mídias sociais e da internet mais adequada às suas necessidades.  Mas além de definir uma política de uso da internet é preciso dispor de mecanismos que garantam o cumprimento dessa política. E a ferramenta usada  para isso tem de se adequar à política da empresa e não o contrário.

Fico orgulhoso de dizer que o filtro web para controle de acesso à internet do Winconnection é flexível  e poderosos  o suficiente para atender às mais diferentes políticas de uso. E isso sem perder a facilidade de uso.

 

Mariano Sumrell Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *