Uma breve história da privacidade digital

Uma breve história da privacidade digital

“artigo retirado do AVG Official Blogs”
por Calvin Pappas

 

Privacy-710x355

 

Privacidade talvez seja um dos temas mais discutidos hoje em dia, graças a muitas notícias de alta visibilidade que tem sido anunciadas. Mas a luta para a privacidade online e a ascensão do  “Data Economy” não são nada novos.

Parece que desde a chegada do computador pessoal,  nós temos constantemente cruzado  uma linha tênue entre a conveniência  que a tecnologia mais recente  pode oferecer e os dados que geramos como usuários.

Então, quais foram os primeiros passos na privacidade on-line e como chegamos onde estamos hoje?

 

Computação

Apesar da vigilância já existir há muito tempo, a introdução de computadores nos lares tornou-se um ponto de inflexão para a privacidade. O computador (e todas as suas variantes futuras) logo tornou-se o campo de provas, tanto para novas formas de  minar a nossa privacidade, mas também de ferramentas com as quais a protegê-la.

Hackers e problemas de segurança associados a eles foram as primeiras ameaças que surgiram em computadores pessoais. Como os computadores começaram a desempenhar um papel fundamental tanto na vida pessoal quanto na profissional, mais e mais informações pessoais passaram a ser armazenados nos mesmos. Com mais dados para roubar,  mais recompensador para os hackers se tornaram os ataques.  Não foi até 1976, com o advento da criptografia de chave pública, que as pessoas  em geral passaram a ter meios para proteger seus dados de olhos curiosos. Ela ainda é usada até hoje.

 

A Internet

No passado, roubar informações de computadores era uma ocorrência bastante rara, uma vez que para acessar com êxito uma máquina você precisava de acesso direto ao computador. Tudo isso mudou com a chegada da internet. Ela ajudou a conectar os computadores uns aos outros, fomentou o fluxo de informação e conhecimento, mas ao mesmo tempo também tornou cada dispositivo conectado vulnerável a ataques  vindos de qualquer lugar do mundo.

O  HTTPS, uma das maneiras fundamentais para proteger o tráfego de informações  na web, foi introduzido em 1994 como uma maneira de ajudar as pessoas navegarem com segurança. Infelizmente, continua a ser adotado apenas por um punhado de websites.

Foi no ano seguinte, em 1995, que o spyware se tornou realmente popular. Spyware é transmitido principalmente através da Internet e é projetado para, de forma furtiva, obter  informações sobre uma pessoa ou organização sem o seu conhecimento. As empresas de antivírus, incluindo AVG Technologies, começaram a aparecer na década de 1990 para ajudar a proteger os consumidores como uma resposta direta às exponencialmente crescentes ameaças.

 

Publicidade

À medida que os consumidores começaram a mover da  utilização off-line de computadores para online e navegar na web também para diversão, um novo mercado se abriu para as empresas  começarem a coletar dados sobre os usuários. Logo, os sites foram capazes de rastrear o comportamento dos usuários, colocando um arquivo minúsculo em seu computador chamado de “cookie”. Este cookie armazena informação potencialmente valiosa e algumas empresas começaram a usar os cookies para criar perfis dos usuários da Internet e vender a anunciantes e empresas de marketing essa informação. As informações armazenadas nos  cookies não permitem que os anunciantes saibam exatamente quem você é, mas eles têm uma visão sobre o seu comportamento, seus gostos e desagrados.

 

Linha do Tempo da Privacidade

 

99360-avg

 

O que vem a seguir

Como você pode ver, ao longo dos anos a privacidade evoluiu de offline para o online, e agora está em quase todos os aspectos do que fazemos e quem somos. A tecnologia tem sido a força motriz por trás da maior parte da privacidade  que entregamos a hackers, governos e anunciantes mas felizmente ela também é o meio com o qual podemos nos proteger.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *