Mês das crianças e internet: segurança deve estar acima de tudo

Mês das crianças e internet: segurança deve estar acima de tudo

 

* por Mariano Sumrell, via Canaltech

 

 

Brinquedos, brincadeiras e muito, muito carinho. Esta é a agenda dos pais para o Mês das Crianças (e todos os outros também, quando possível). Também é um momento oportuno para fazermos uma reflexão sobre segurança e internet.

 

A internet faz parte da vida de muitas crianças desde cedo. Algumas estão presentes na internet mesmo antes de nascer. Segundo uma pesquisa realizada pela AVG, 23% das mães publicam ultrassonografia dos filhos na rede e a idade média para ter presença online é de seis meses.  E muito cedo elas aprendem a jogar no computador e a navegar na internet.

 

Mas além dos benefícios, esse uso precoce do computador e da internet traz também alguns perigos como acesso inadvertido a conteúdo impróprio, contato com pedófilos e outros criminosos, divulgação de informações que podem colocar em risco ou podem ser prejudiciais no futuro, bullying e ataque de hackers que roubam identidade.

 

Além dos tradicionais cuidados como uso de antivírus e firewall, usar senhas seguras e fazer as atualizações de segurança de todos os softwares utilizados, segue uma lista de recomendações para ajudar a proteger as crianças e jovens na rede:

 

  • Crianças pequenas não devem acessar a internet desassistidas;
  • Softwares de Controle Parental aumentam a segurança e controle;
  • Facebook não é para crianças pequenas. Seu regulamento proíbe crianças menores de 13 anos. É mais seguro permiti-las usar apenas as redes sociais para crianças, como Club Penguin;
  • Cuidado com as informações postadas sobre as crianças;
  • Lembrar que o que é colocado na rede fica lá para sempre;
  • Antes postar fotos “engraçadinhas” das crianças, se perguntar como isso vai afetá-las quando forem pré-adolescentes ou adolescentes;
  • Configurar níveis de privacidade nas redes sociais, mas não depositar toda a confiança nisto. A prudência é a melhor aliada e devemos assumir que tudo que é postado é público;
  • Conversar com as crianças e jovens sobre o uso da internet também é muito importante porque não é sempre que eles estarão sob a nossa supervisão. Seguem algumas mensagens importantes que devem ser transmitidas;
  • Não falar com estranhos na rede;
  • Na internet nunca temos certeza de quem está no outro lado;
  • Se vir algo estranho, falar imediatamente com os pais;
  • Se alguém tentar contato, falar imediatamente com os pais;
  • O que é postado na internet fica para sempre: perdemos o controle de quem vai ver, distribuir ou guardar a informação ou imagem..

 

A presença da internet na vida das crianças (e dos adultos) é inevitável e, tomando estes cuidados, a rede pode tornar-se tão ou menos perigosa que o mundo real.

 

Feliz mês das crianças!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *