Do Laboratório de Testes: Melhorias na Velocidade e Duração da Bateria no seu Android

Do Laboratório de Testes: Melhorias na Velocidade e Duração da Bateria no seu Android

“artigo retirado do AVG Official Blogs”
por Sandro Villinger

 

From the Test Labs: Speed & Battery Life Improvements on Your Android

 

Estamos vivendo no mundo do smartphone e tablet por cerca de sete anos e têm dispositivos com lindas telas de poder de processamento que rivalizam com PCs de alta qualidade de alguns anos atrás e com mais recursos do que um canivete suíço, mas a bateria ainda é muito consumida durante o dia e o desempenho cai conforme você instala mais aplicativos.

 

Internamente, nós fazemos vários testes em dispositivos Android mais velhos e mais novos para descobrir o que realmente impacta a duração da bateria e também para verificar como os nossos próprios aplicativos para Android, como o AVG Cleaner e o AVG Uninstaller, funcionam. Nas próximas semanas vamos publicar alguns dos resultados dos nossos testes e vamos dar dicas para acelerar, limpar e melhorar a vida da bateria de seus celulares e tablets Android – novos e velhos!

 

Por que a velocidade e a duração da bateria ainda é um problema?

 

Embora a cada ano, os smartphones e tablets estejam ficando com mais memória, baterias mais potentes e processadores mais rápidos, eles ainda estão sendo atolados por cada vez mais recursos de hardware (NFC, Sensores de Impressão Digital, Bluetooth, etc.) e por aplicativos que os mantêm ocupados durante todo o tempo. Tudo isto cria uma demanda extra sobre a bateria e o processador.

 

Embora o Android faça um bom trabalho ao manter aplicativos renegados sob controle e, essencialmente, os “congelando” quando eles não são necessários, alguns deles constantemente verificam se há atualizações – especialmente os aplicativos do Facebook e de Clima – e precisam ser executados em segundo plano. Isso pode ter um impacto tanto sobre a duração da bateria quanto no desempenho, dependendo de quais e quantos aplicativos estão ativos – e se o fabricante do aplicativo teve o cuidado de não desacelerar o seu dispositivo (ou não!).

 

Comprovando a teoria

 

Para o nosso primeiro teste, pegamos primeiro um tablet Android mais antigo, o HTC Flyer de 2011 (não se preocupe, nós também vamos testar em breve os dispositivos mais recentes, como o Galaxy S3, S5 ou o Moto G!). Esse dispositivo de três anos ainda executa o Android 2.x (muito bem) e desde então tem sido usado muito regularmente em viagens mais longas e ao redor da casa. Com mais de 100 aplicativos instalados, é um dispositivo perfeito para ver o impacto nos recursos de hardware incorporados (como Bluetooth ou Wi-Fi), e como o grande número de aplicativos impacta o desempenho e a duração da bateria – e também se e como nossos aplicativos de desempenho do Android podem ter um impacto positivo!

 

Antes: Mau Desempenho e Duração da Bateria

 

Nosso HTC Flyer tem mais de 100 aplicativos instalados, que vão desde aplicativos do Facebook, Twitter e de Clima até jogos e downloaders do YouTube. Comparando-o de quando eu o tirei da caixa, tenho notado algumas coisas:

 

* Queda na duração da bateria: Com ajuste de potência e brilho padrão do Android, eu costumava ficar cerca de 9 horas assistindo a um vídeo SD – isso caiu para cerca de 7 horas em algum momento deste ano! No início, eu pensei que era devido ao fato da vida útil da bateria ter se esgotado, mas uma verificação rápida revelou que ela só perdeu 8% de sua carga original ao longo de três anos.

 

* Velocidade de navegação: Outra questão que tem me atormentado foi uma queda no desempenho que é especialmente visível ao navegar na web. Executando o popular Antutu Benchmark, eu descobri que estão ocorrendo algumas lentidões.

 

* Capacidade de resposta: A alternância entre aplicativos, abrir novas abas em um navegador, o iniciar e jogar alguns jogos, assistir vídeos, digitar o texto no teclado … tudo estava muito lento. Houve uma lentidão notável que, provavelmente, nenhum software de benchmark poderia detectar.

 

* Menos espaço em disco: Os 16 GB de memória interna já estava bastante cheio, graças a não só a quantidade de aplicativos, mas também um monte de arquivos “lixo” (registros redundantes, arquivos temporários, caches do navegador, etc.) que foram criados ao longo tempo.

 

Depois: Otimizado com os aplicativos AVG

 

Para ver o que posso fazer sobre o meu desempenho lento e a redução da duração da bateria, eu baixei as últimas versões dos nossos aplicativos de desempenho e realizei os seguintes passos:

 

Android Cleaner: Usei o recurso “Desinstalador de Aplicativos” para me livrar de todos os aplicativos que eu não usei em mais de 2 semanas. Para isso, eu usei apenas a visualização “Uso  do Aplicativo” que você vê aqui:

 

Uninstaller

 

Além disso, eu usei o filtro “Uso da bateria” para ver quais aplicativos estão realmente drenando minha bateria. No total, eu desinstalei cerca de 75 aplicativos. Isso não apenas liberou uma grande quantidade de espaço de armazenamento, mas também reduziu a quantidade de serviços e processos em segundo plano que constantemente eram executados e, potencialmente, reduziam o desempenho e a duração da bateria ao mesmo tempo.

 

Nota: Eu também realizei uma limpeza básica usando o nosso próprio aplicativo AVG Cleaner depois de desinstalar esses aplicativos apenas para me livrar de algumas centenas de megabytes de arquivos que sobraram.

 

 

AVG TuneUp: Usando o nosso aplicativo gratuito, tive a certeza de que todas as tarefas restantes foram fechadas antes de realizar os testes de vida da bateria e desempenho. Note que, matar as tarefas em geral não melhora o desempenho por causa da maneira que o Android gerencia os processos (ele congela automaticamente a maioria dos aplicativos e também mata processos quando a memória fica apertada), mas pode haver alguns aplicativos mal escritos renegados que estão quebrando ou causando dano no desempenho. Assim, um Task-Killer, como o que se construiu no AVG TuneUp, é uma excelente maneira de eliminar este tipo de problema e também circula todos os aplicativos problemáticos que podem se comportar de forma estranha. Veja este ótimo artigo Lifehacker para mais informação.

 

Power saving options

 

Em seguida, eu ativei o recurso “Economia de energia” do AVG que suporta várias opções para melhorar a duração da bateria, como a desativação da rotação automática, sincronização automática, GPS, Bluetooth ou Wi-Fi.

 

Os resultados! 

 

Para os testes de duração da bateria de testes, eu coloquei um filme de baixa qualidade (SD) em reprodução contínua até que a tela ficou preta. No futuro, também vamos testar a duração da bateria ao navegar ou jogar, mas o teste de vídeo básico deve ser suficiente para nos dar uma indicação do sucesso dos nossos aplicativos.

 

Para obter um controle sobre o desempenho, eu usei o popular programa Antutu benchmark, que realiza navegação (HTML5) e velocidades de processamento geral. Realizei três execuções de testes no total e reiniciei o dispositivo a cada teste (eu também deixei o dispositivo parado por uma hora após a reinicialização). Todas essas medidas foram tomadas para garantir resultados precisos. De qualquer forma, aqui estão os resultados:

 

Results

 

# 1 – Desempenho

Em todas as três execuções, o HTC Flyer marcou cerca de 800 pontos. Assim que desinstalamos mais de 75 dos aplicativos instalados, a pontuação média aumentou para 880 – que é um aumento de 9%! Nada mal ao lidar por alguns minutos com aplicativos que eu esqueci completamente.

 

# 2 – Duração da bateria

Agora, o mais importante para mim: a duração da bateria. Como eu disse antes, a duração da bateria sofrer uma súbita perda de 2 horas realmente não é comum. Então, vamos ver o que desinstalar todos esses aplicativos que estavam consumindo recursos e o nosso plano eficiente de “Economia de Energia” do AVG Cleaner poderia fazer.

 

# 3 – Capacidade de resposta geral: Ace!

O que nós realmente não poderíamos medir, mas podemos dizer é a capacidade de resposta geral: alternar entre aplicativos, postar atualizações de status no Facebook, abrir menus ou apertar o botão “Play” em um vídeo … a velocidade para se fazer tudo isso melhorou muito. Embora o HTC Flyer esteja um pouco velho e não é tão rápido quanto os tablets mais recentes do mercado, ele se saiu muito mais rápido do que antes e foi mais divertido trabalhar com ele!

 

Ah, e antes que eu esqueça: com os nossos recursos de limpeza, nos livramos de cerca de 420 Mbytes de dados, arquivos temporários e logs … esse é o espaço para algumas centenas de imagens ou músicas.

 

Resumindo

 

Finalmente, é divertido usar o dispositivo novamente: eu simplesmente não podia acreditar na quantidade de aplicativos que eu instalei ao longo de 3 anos e nunca me preocupei em desinstalar. Parece que alguns deles tinham sérios “problemas” (ou seja, rodavam em segundo plano, sempre usando o processador) ou precisavam estar em execução regularmente.Tendo encontrado uma ótima maneira de me livrar deles, realmente ajudou na duração da bateria e no desempenho total.

 

Você testou os nossos aplicativos? De quantos aplicativos e arquivos você conseguiu se livrar? Deixe-nos saber na seção de comentários e também fique atento que nas próximas semanas veremos o desempenho de dispositivos novos e como você pode otimizá-los!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *