Dez coisas que você deve saber sobre segurança móvel

Dez coisas que você deve saber sobre segurança móvel

“artigo retirado do AVG Official Blogs”

por Omri Sigelman

 

Todo mundo sabe sobre o crescimento estratosférico do uso de celular em todo o mundo, mas o que muitas vezes é esquecido é que, assim como o uso de smartphones está crescendo, as ameaças dirigidas a usuários móveis também estão aumentando.

 

A empresa de pesquisa de tecnologia Gartner está prevendo que as vendas de smartphones em 2013 atingirá 1 bilhão de unidades e, embora os consumidores os adoram claramente, há uma falta de consciência do quanto de informação eles poderiam perder se o seu dispositivo for hackeado ou comprometido.

 

Os consumidores ainda parecem não ter conhecimento de que seu smartphone é realmente um pequeno computador de bolso que armazena uma grande quantidade de informações, tais como detalhes dos contatos em sua agenda, e-mails, às vezes até dados corporativos ou informações de negócios e serviços bancários móveis online, e estão esquecendo por um momento a importância das informações pessoais contidas em fotos, aplicativos e jogos, e-mail e contas de mídias sociais.

 

Seu smartphone é realmente o seu mundo digital em um dispositivo prático que também faz ligações telefônicas, e com ele vem um nível de risco de segurança quase comparável ao seu laptop ou seu computador de casa, só que sem a mesma quantidade de dados armazenados no disco rígido!

 

Então, aqui estão algumas estatísticas que podem fazer você se sentar e pensar um pouco mais sobre segurança móvel.

 

1. No 4º trimestre de 2012, o Laboratório de Ameaças da AVG detectou cerca de 4 milhões de ameaças móveis, muitas dos quais foram projetadas especificamente para dispositivos Android ™, que atualmente é a mais popular plataforma móvel. O aplicativo malware para Android mais comum atualmente, é uma ferramenta de compasso simples e o tipo mais prolífico de ataque móvel são os PPIs (Programas Potencialmente Indesejáveis), juntamente com o aplicativo de repackaging, URLs maliciosos e smishing (phishing por SMS).

 

2. Um estudo da AVG nos EUA e no Reino Unido neste ano descobriu que um em cada quatro usuários armazenam fotos íntimas ou vídeos em seu smartphone ou tablet.

 

3. 70% dos usuários móveis não têm conhecimento sobre os recursos de segurança que lhes permitem apagar remotamente ou apagar dados mesmo se o dispositivo for perdido ou roubado, de acordo com um estudo da AVG.

 

4. A maioria das ameaças móveis foi detectada na Rússia (14%), seguida da Tailândia (8%) e Reino Unido (7%), de acordo com o Relatório Trimestral de Ameaças da AVG, Q4 2012.

 

5. No ano passado, a AVG detectou um tipo de malware chamado Zitmo, (também conhecido como Zeus-in-the-mobile), que é uma forma de ataque man-in-the-mobile. Este é um malware sofisticado que divide os passos de autenticação em dois passos necessários para completar transações bancárias móveis e assim permite que criminosos cibernéticos tenham acesso às suas contas bancárias.

 

Aqui estão algumas dicas para ajudar você a manter seu dispositivo móvel protegido e seguro.

 

* Aplicativos Bancários: Se você usa um aplicativo bancário online, certifique-se que você usa somente o aplicativo oficial fornecido pelo seu banco. Baixe o aplicativo somente a partir de lojas oficiais de aplicativos e não de fontes desconhecidas, que podem fazer com que o seu dispositivo seja comprometido por hackers.

 

* E-mails e mensagens SMS: Tenha cuidado ao clicar em links de e-mail ou mensagens SMS. Como regra geral, não responda a mensagens não solicitadas em seu telefone. Lembre-se: Seu banco nunca enviará uma mensagem pedindo para você informar seu número PIN pessoal ou a senha completa.

 

* Senhas: Certifique-se de configurar uma senha ou PIN corretamente para proteger o acesso ao seu dispositivo.

 

* Evite redes públicas de Wi-Fi: Por mais tentador que seja evite wi-fi pública, principalmente ao fazer transações sensíveis, tais como serviços bancários online. Toda vez antes de entrar em sua conta, certifique-se que você não está conectado em um Wi-Fi público. Se você estiver usando um smartphone, desative o Wi-Fi e conecte a uma rede do celular.

 

* AntiVirus: Certifique-se de ter baixado um programa antivírus decente para o seu smartphone e considere o uso de uma marca respeitável, como o Antivírus Gratuito da AVG para dispositivos Android.

 

Estou muito contente que o nosso COO, John Giamatteo, está participando do painel MEF MCommerce na conferência CTIA, em Las Vegas. Sua sessão chama-se: “O que o futuro reserva para marcas, varejistas e conteúdo” e deve ser uma sessão muito agradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *