As fotografias digitais têm muito mais do que memórias

As fotografias digitais têm muito mais do que memórias

“artigo retirado do AVG Official Blogs”
por Tony Anscombe

 

Digital pictures have so much more than memories

 

Sorriso, clique, ah eles parecem tão bonito. Sim, eles parecem bonitos, mas você já se perguntou o que está sendo armazenado quando você fotografa os seus filhos no jardim de casa e posta a foto em um site de compartilhamento para que amigos e familiares possam ver?

 

O que é a Marcação Geográfica?

 

As fotografias digitais armazenam o que é conhecido como dados “Geotagging” (marcação geográfica) junto com a foto, em termos básicos as coordenadas de latitude e longitude, o que permite com que a localização seja apontada com muita precisão.

 

Um bom exemplo disso é Gramfeed que permite você navegar por fotos compartilhadas publicamente no Instagram através da localização. http://www.gramfeed.com/instagram/places

 

Usando o Gramfeed, eu localizei o hotel Parc 55 Wyndham em São Francisco, onde eu posso ver que o usuário ‘nitrogennn’ acabou de postar uma foto. Com um pouco de exploração, posso ver que o alias pertence a Natalie XXXXX (eu realmente posso ver o sobrenome na lista, mas por razões de privacidade eu não listei aqui).

 

A partir daí, posso ver todas as fotos postadas por Natalie e depois, posso olhar estas fotos por localização, construindo assim uma imagem de lugares visitados e dependendo das fotos, eu provavelmente posso dar um palpite sobre o local de trabalho e sobre a casa.

 

Agora imagine um site de mídia social ou mesmo um site de encontros pela internet, onde as fotos ainda têm esses dados de localização armazenados com elas. Estou certo de que, nesta altura, você está concordando que é melhor postar fotos que incluam nossas informações pessoais ou de nossos filhos sem esses dados. Algumas redes perguntam se você deseja publicar os detalhes da localização, mas nem todas fazem isso.

 

Gostaria de salientar que a marcação geográfica também pode ser útil, se assim como eu, você tira muitas fotos é uma maneira útil de se lembrar exatamente onde você tirou, ela também permite que outros fotógrafos vejam locais diferentes e planejam visitar.

 

Há alguns princípios básicos que você, sua família e seus filhos devem seguir: desative os dados de localização ao fotografar crianças, escolas, hotéis, casas e nas férias, já que você não quer anunciar que não está em casa.

 

Desativando a Marcação Geográfica

 

É simples desativar, no aplicativo de câmera do Android você vai vê-lo nas configurações e no iPhone nas configurações gerais / localização, você pode selecionar quais aplicativos usam a localização GPS.

 

 

Agora que você está ciente dos detalhes da localização armazenados em uma foto e pode fazer as escolhas certas a si mesmo e também educar e aconselhar os seus filhos, você já se perguntou o quão rápido uma foto pode circular na internet?

 

No ano passado, o Huffington Post publicou um artigo Professor ensina com muito sucesso os alunos sobre a segurança na Internet, o professor queria mostrar para as crianças como fotos ficam rapidamente fora de controle, dentro de poucos dias a foto no artigo recebeu mais de 600 mil ‘likes’ no Facebook e foi compartilhada mais de 16.000 vezes.

 

Uma história surpreendente que mostra o quão incrível a internet pode ser, mas ao mesmo tempo destaca a necessidade que temos de administrar o nosso conteúdo e controlar o que nós compartilhamos.

 

A Marcação Geográfica e o compartilhamento são temas abordados em meu livro ‘One Parent to Another’, que pode ser baixado aqui.

 

Você pode me seguir no Twitter no @TonyatAVG  e você pode encontrar o meu perfil do Google+ aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *